A BOL usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. SaberMais/ Fechar
Distrito Sala
Detalhe Evento
A boa alma de sé-chuão

A boa alma de sé-chuão

Teatro & Arte | Teatro

T. M. Joaquim Benite

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2018
out
20
a
2018
nov
11

Próxima Sessão

20 out 2018 21:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

120 minutos

Promotor

Teatro Municipal Joaquim Benite

Breve Introdução

Será que alguma vez se poderá satisfazer a ambição de viver de forma decente ou ser uma boa pessoa? Será que é possível ser-se digno e ter sentido de moral, numa sociedade dominada pelo egoísmo, a corrupção, a exploração e a ganância? E será que querer ser-se bom constitui um objectivo legítimo, num mundo no qual os direitos não são igualitários? E enquanto uns gozam as suas posses, direitos e privilégios tendo acesso à educação, à prosperidade e ao emprego , outros vivem na exclusão, opressão, discriminação e escravatura? Na sua parábola teatral, Bertolt Brecht envia três deuses à procura de uma boa pessoa num mundo mau mais precisamente, à província chinesa de Sé-Chuão.A jovem prostituta Shen Te oferece-lhes abrigo por uma noite sem esperar nada em troca, e os deuses acabam por dar-lhe dinheiro. Esta oferta permite que Shen Te escape à prostituição: promete aos deuses que há-de tornar-se numa boa pessoa e abre uma tabacaria. Mas rapidamente as dívidas se acumulam, e cada vez mais pobres vêm pedir ajuda e abrigo à nossa heroína, ao ponto de o negócio ficar à beira da falência. Shen Te é obrigada a criar um alter-ego, desaparecendo e regressando pouco depois disfarçada de um suposto primo seu: Shui Ta, que se revela mais adepto da lógica de mercado pura e dura, do que propriamente da caridade. Shui Ta acaba por empregar os pedintes na tabacaria e evita a falência. Entretanto Shen Te apaixona--se pelo aviador Sun, que também precisa de dinheiro, acabando por ter um filho deste homem. Mas rapidamente surge entre as restantes personagens a suspeita acerca do seu estratagema, que consistia em alternar entre ser uma boa mulher (miserável) e um empreendedor rico (sem escrúpulos).

Peter Kleinert

Ficha Artística

texto de Bertolt Brecht
encenação de Peter Kleinert

Interpretação Beatriz Godinho, Érica Rodrigues, Inês Garrido, Miguel Raposo, Pedro Alves e Tomás Alves
Cenografia Céline Demars
Desenho de luz Guilherme Frazão

Informações Adicionais

CONVERSAS COM O PÚBLICO: 20 E 27 DE OUTUBRO E 03 E 10 DE NOVEMBRO ÀS 18H

Preços

  • Plateia - 13€

Transportes Públicos

Metro Sul do Tejo
TST

Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda: